hqs-blog-brazil-quadrinhos-comics-manga-gibi-bianca pinheiro-bear

Bianca Pinheiro: Encante-se com as obras dessa valiosa artista

Bianca Pinheiro: Encante-se com as obras dessa valiosa artista

Que o Brasil está repleto de bons desenhistas, a gente já sabe. E também não é novidade para ninguém o grande índice de bons roteiristas atuantes no mercado de quadrinhos nacionais. No entanto, quando ambos atributos reúnem-se dentro de uma única personalidade, personalidade essa muito meiga, por sinal, os resultados tendem a ser bastante filosóficos e profundos. É o caso de nossa valiosa artista Bianca Pinheiro, que você irá conhecer e acompanhar após a leitura dessa matéria. Abaixo, siga de boa confiança uma lista com suas obras já concluídas e algumas ainda em andamento, mas que certamente já o causarão o impacto de uma história com um desfecho surpreendente.


BEAR

hqs-blog-brazil-quadrinhos-comics-manga-gibi-bianca pinheiro-bear

Raven é virgem de maliciosidade. Tão ingênua quanto o menino do pijama listrado. Portanto, quando adentra sorrateiramente os confins de uma caverna e pede ajuda para um urso chamado Dimas, ele não vê outra opção senão ajudá-la na busca por seus pais.

De cara, somos apresentados a uma pirralha completa e totalmente cativante. Com sua toquinha azul e os pés descalços, Raven faz uma caricatura – deveras mágica, diga-se de passagem – de seus pais para o urso tentar encontrá-los em sua memória. Nada. Nunca nem os viu de longe. Algo terá de ser feito. Pois uma criança andando sozinha pela floresta nunca é bom sinal.

O grande e gordo urso – opa, ele não é gordo -, inicialmente obcecado pela ideia de poder tocar sua vida como era antes, antes de sua morada ser invadida por uma criança pequena – opa, ela não é pequena -, acaba por acompanhar Raven na jornada em busca por seus pais.

Enfrentando diversos dilemas enigmáticos no meio do caminho, a história torna-se cada vez mais profunda e dinâmica para o leitor. Propondo páginas simples e com um contexto absurdamente encantador, a obra conforta pensamentos meigos, mas ao mesmo tempo poderosos. Pensamentos esses que dispersam-se do clichê, fazendo com quem acompanha ficar boquiaberto por instantes, enquanto a inserção da informação nos ouvidos ainda é digerida pelo cérebro.

Trata-se da história de uma criança, e não uma história só para crianças. Como os próprios internautas que expuseram seus comentários à respeito das páginas semanalmente entregues, cada pedacinho, cada quadro, seja ele minúsculo ou gigante, é uma delícia.

É como comer um torta que nunca enjoa. Uma torta de maçã. Recém saída do forno. E com um perfume que só aumenta o ronco da barriga. É isso. É uma gentil conversa entre melhores amigos. É um abraço. É algo à mais do que somente passear os olhos pelas páginas que se vêm e vão. Isso é Bear. Bear é amor.


As incríveis aventuras de Pile

hqs-blog-brazil-quadrinhos-comics-manga-gibi-bianca pinheiro-bear

Continuando ainda na plataforma de Webcomic, As Incríveis aventuras de Pile chega ao cenário para somar no repertório de obras cativantes da autora Bianca Pinheiro. Pile é uma lobo-guará, e, segundo mesmo disse ela nas páginas inicias, a maior e mais incrível do mundo. Pulando todo esse narcisismo necessário, Pile e sua sedosa pelagem laranja possuem um natural instinto predador, mas que cessa ao ver sua presa fofa implorar para não ser empalado em um prato de comida. É o que a exploradora do mundo infantil de um lobo-guará nos apresenta, até então. A obra está estacionada há um bom tempo. O último vestígio de que se têm notícia á respeito da obra é justamente a última página publicada pela autora em sua rede social Tumblr, no dia 13 de Junho, mesmo dia que todas as outras foram publicadas juntas.


A Hora da Bruxa

hqs-blog-brazil-quadrinhos-comics-manga-gibi-bianca pinheiro-bear

Uma bruxa. Poções. Um caldeirão. E crianças curiosas em sua janela. Não fosse a época em que o quadrinho A Hora da Bruxa (2015) se passa, ela já estaria amarrada em um tronco, sentindo o gosto das chamas subindo pela pele. No entanto, o quadrinho, ainda que possua um conteúdo diminuto, passa a visão real de que não importa o período que passe ou o quão evoluído esteja o cérebro humano, as maneiras de se torturar também modernizam-se com o tempo.


O instante

Recoste-se sobre sua cadeira. Descanse os ombros. Respire fundo. Aproveite tudo o que pode caber dentro de um minúsculo segundo. Pelo menos, enquanto você pertence a esse mundo rotulador e desatento aos detalhes mais importantes. É disso que trata-se ”O instante” (2015), outra obra fascinante de Bianca que vai te levar a uma conversa profunda entre Lourdes e Abner.


24 horas de quadrinho

Pra não perder o costume ambicioso que todo artista contém dentro de si, Bianca também já participou de um desafio chamado ”24 horas de quadrinho”, que consistia em criar uma HQ com 24 páginas e em 24 horas. É isso, mesmo. 24 páginas, 24 horas.

Nisso, surgira brilhante e incansavelmente a história de Liv e Jo (2014). A primeira é acometida por uma doença, e Jo é a irmã heroica, que a levará por um caminho frio e friolento até os Deuses e implorará por sua ajuda. Não se engane, as 24 páginas transformam-se em um gigantesco livro quando chega-se no final da historieta.


Me deixe entrar, Mariana

Me deixe entrar, Mariana (2013) reflete bem o que vivem os eventualmente perseguidos por seus próprios medos e segredos. Uma barreira física é inútil para escapar, e quem vive diária e normalmente já sabe disso, portanto, tem de encontrar novas maneiras de vencer o mal. Todavia, nem sempre é possível escapar, e a escuridão nos engole. Mariana sabe disso. Mariana vive isso.


Adeus, Lourdes

De repente, um baque. A cama está fria feito túmulo. E, ao lado, uma grande novidade. Adeus, Lourdes (2012) aborda em pouquíssimas páginas o digerir da informação de ter de olhar, abraçar, cheirar e tocar alguém pela última vez.


Sustenido

Pra falar a verdade, eu não entendi o contexto do quadrinho. Isso me envergonha, é lógico, mas peço para qualquer um, qualquer um de vocês que tenha captado a mensagem da hq, que comente sua teoria nos comentários. Leigos como eu necessitam dela.


Ouro de Tolo

Sonhos realizados podem não ter o mesmo efeito em todo mundo. Ouro de tolo (2012), que nada mais é do que uma adaptação da música do Raul Seixas, explora o lado negro de não atingir jamais o ápice de seus objetivos como um humano. Ou melhor, não poder atingir, pois somos limitados o bastante para, hora ou outra, nos entregarmos aos nossos próprios devaneios existenciais. Somos humanos, e isso não tem nada de especial. Não quando você não cabe dentro de si mesmo, e todo objeto à sua volta, é só um objeto. Nada de profundidade. Nada de nada.


Certamente, nesse ponto, você se interessou muito pelo trabalho da Bianca Pinheiro. Você pode stalkear acompanhar o trabalho dela de várias formas:
Blog: http://bianca-pinheiro.tumblr.com/
Loja: http://lojinhadab.iluria.com/index.html
Facebook: www.facebook.com/biancapinheiroart/
Instagram: www.intagram.com/bianc_pinheir
Twitter: https://twitter.com/bianc_pinheir
Email: [email protected]

Assista ao nosso vídeo especial sobre a Bianca Pinheiro!

https://www.youtube.com/watch?v=u80_bcTmV0g?rel=0